Escolha uma Página

A ventilação e o resfriamento do grão, ainda que são métodos muito seguros para manter a máxima qualidade do grão, podem não ser suficientes para manter a temperatura adequada no interior do silo devido ao aquecimento da chapa pela radiação solar.

Antes de decidir o sistema de isolamento mais adequado devem analisar-se cuidadosamente as condições climáticas do lugar. Em climas quentes, e em função das necessidades do cliente, haveria que considerar a instalação de um sistema de isolamento do silo. As partes do silo que podem levar isolamento são: teto, anéis e cone (no caso dos silos elevados).

Também convém conhecer as medidas que podem tomar-se para atrasar a deterioração do grão.

MEDIDAS PARA ATRASAR A DETERIORAÇÃO DO GRÃO

A deterioração do grão é um processo irreversível e inevitável, porém, podem tomar-se medidas para que se atrase o mais possível.

Os fatores que mais afetam o armazenamento do grão (legumes, cereais, sementes oleaginosas…) são: o conteúdo de umidade, a temperatura e a duração do armazenamento. Se fizermos especial esforço nestes três fatores conseguiremos um armazenamento perfeito.

Vamos fazer uma revisão dos fatores relacionados com a temperatura para poder tomar as medidas adequadas com o fim de preservar sua qualidade.

A temperatura é um dos fatores que mais influem no armazenamento do grão. A proliferação de fungos e mudanças químicas como a oxidação aumentam com a temperatura. Ademais, é realmente importante ter em conta o clima nas diferentes regiões do mundo. A experiência indica que, em climas tropicais quentes e úmidos, o grão armazenado em silos metálicos mostra condensação. Este problema surge quando se alcançam temperaturas extremamente altas na superfície interna do silo metálico em um dia quente e pela noite, o resfriamento rápido do metal produz condensação da umidade à medida que se alcança o ponto de orvalho.

O amassamento e a carbonização que se produz nos silos metálicos pode-se atribuir a este fenômeno. A instalação de sistemas de ventilação, resfriamento e isolamento adequados ajuda a manter a temperatura necessária, evitando assim estes problemas.

Estes são alguns dos indicadores que nos ajudarão a detetar um possível problema com o produto armazenado em um silo:

Aquecimento.

O aquecimento é o indicador mais comum de que há um problema com o grão armazenado no silo. As altas temperaturas do grão normalmente indicam que há atividade microbiana ou de insetos. Se não se controla, pode dar lugar a que o grão se dane ou se carbonize pelo calor.

Devido a este perigo, os pontos quentes do grão armazenado devem ser resfriados antes de que alcancem o nível crítico. Se não se tomam medidas quando se produz o aquecimento do grão corremos o risco de perder o produto por carbonização ou, no pior dos casos, de perder toda a instalação devido a um incêndio.

Aerar o grão quando o fogo já começou somente pioraria a situação. Portanto, é fundamental contar com um sistema de monitoração da temperatura no interior do silo, para poder tomar medidas corretivas imediatas que evitem o aquecimento.

Mudança de cor e aparência geral.

Quando o grão está descolorido geralmente tem uma qualidade inferior e um valor de mercado mais baixo. A mudança de cor geralmente associa-se com a proliferação do mofo acompanhado de respiração microbiana e posterior aquecimento. Este processo de deterioração pode-se detetar mediante a extração periódica de amostras do grão armazenado como parte de um plano integrado de controle da qualidade.

Uma vez detetado podem-se tomar as medidas apropriadas, como resfriar o grão por aeração ou utilizando um aparelho de resfriamento portátil. Outra medida corretiva é transferir o grão a outro silo, rompendo assim os pontos quentes e resfriando o grão durante o processo de transporte.

Sem embargo, isto debe-se fazer somente como último recurso, já que é custoso e aumentará a porcentagem de grão danificado.

Olor a umidade e olor desagradável.

O olor a umidade indica, pelo geral, uma infestação por insetos ou mofo em estado avançado e devem-se tomar medidas imediatamente.

Em caso de que isto ocorra o grão debe ser aerado para eliminar o mau olor e esfriá-lo e deveria ser utilizado o antes possível.

Em caso de infestação por insetos, o grão deve ser fumigado imediatamente. Um olor forte pode indicar que o ranço já se instalou devido as mudanças químicas produzidas no azeite da semente.

Formação de costra e o amassamento.

A formação de costra e o amassamento indica que a proliferação de fungos está em uma fase muito avançada.

Nos silos metálicos, a formação de costra e o amassamento produz-se normalmente nas paredes como resultado da condensação da umidade na superfície interior da chapa fria do silo.

A umidade condensada é absorvida pelos grãos adjacentes e isto provoca a germinação do grão ou bem o crescimento de mofo.

SISTEMAS DE ISOLAMENTO DE SILOS

Em caso de requerer um sistema de isolamento, convém analisar os diferentes sistemas disponíveis para poder eleger o que melhor se adapte às necessidades do grão ou de cada cliente em particular.

 

  1. Chapa simples. Chapa em teto, anel e cone. Pintura aerosol/pintura cerâmica. O silo metálico está recoberto com um recobrimento refletivo para evitar a radiação solar e, portanto, reduzir a absorção do calor.
  2. Chapa dupla no cilindro. Pode-se instalar nos anéis e/ou no cone (em caso de silos elevados).
  3. Chapa dupla em cilindro + material isolante. Lâmina dupla com material de isolamento interior. A espuma de poliuretano, lã de rocha ou lã de vidro são os materiais mais utilizados.
  4. Chapa simples + Teto duplo. Combinação do primeiro sistema e chapa dupla no teto.
  5. Chapa simples + Teto duplo + Material isolante. Combinação do primeiro sistema e chapa dupla no teto com material de isolamento interior.
  6. Chapa dupla + Teto duplo. Combinação do segundo e quarto sistema.
  7. Chapa dupla + Teto duplo com material isolante. Sexto sistema incluindo material de isolamento interior somente no teto.
  8. Chapa dupla com material isolante + Teto duplo com material isolante. Sexto sistema incluindo material de isolamento interior no cilindro e teto.
  9. Chapa dupla no cone. Chapa no cone. Fechamento fixado às patas dos silos elevados para reduzir a absorção do calor.

Necessita mais informação?

Peça orçamento sem compromisso

Казахстан | Silozuri în România

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe To Our Newsletter

Join our mailing list to receive the latest news and updates from our team.

Marketing Permissions

You have Successfully Subscribed!

Share This